O Resveratrol é um composto natural originário de plantas. Nos últimos anos ele tem ganhado cada vez mais espaço, devido a sua grande contribuição em termos de melhorias para a saúde. Sua atuação no organismo humano é bem vasta: diminui o colesterol, elimina toxinas do corpo e melhora a aparência da pele, entre vários outros aspectos.

Este fitonutriente pode ser encontrado no cacau, uva e no vinho tinto, por exemplo. Entretanto, com o passar dos anos surgiram opções de suplementos de Resveratrol, fato que torna seu consumo mais acessível, prático e cômodo.

Logo a seguir você poderá conferir mais detalhes sobre os principais benefícios do Resveratrol. Confira!

Proteção de funções cerebrais

Estudos feitos com esse composto já indicaram que ele contribui significativamente para a manutenção cerebral. Boa parte deles aponta que o responsável pelo não declínio cognitivo com o passar dos anos é a ação anti-inflamatória e antioxidante dessa substância.

Colesterol

Outro campo em que o Resveratrol se mostrou eficiente foi na redução dos níveis de colesterol no sangue. Essa atuação positiva se deve ao fato de que ele consegue reduzir os efeitos provocados pelas enzimas responsáveis pela produção do colesterol. Sua característica antioxidante é que o permite combater a oxidação do chamado colesterol LDL (o ruim).

Logo, temos uma importante contribuição para o aumento do colesterol HDL (o bom). Tudo isso resulta em menos chances de a pessoa desenvolver doenças cardiovasculares, como o infarto, e até mesmo sofrer um Acidente Vascular Cerebral.

Redução da pressão

Estudos científicos já demonstraram que o Resveratrol é uma substância muito interessante quando o assunto é a redução dos níveis da pressão sanguínea.

É importante lembrar que problemas envolvendo pressão alta atingem milhões de brasileiros. Os efeitos negativos dela são cada vez mais perceptíveis com o passar dos anos. Além disso, caso o portador descuide e não invista em sua saúde, tende a piorar de quadro podendo provocar até danos mais sérios.

Com o consumo regular de Resveratrol há um relaxamento dos vasos sanguíneos. Isso somente é possível por ele provocar o aumento da produção de óxido nítrico no organismo humano.

Sensibilidade à insulina

Pessoas que não têm níveis corretos de sensibilidade à insulina podem desenvolver diabetes com o passar dos anos. O principal motivo é porque o hormônio em si não consegue agir devidamente no corpo. Com isso, o resultado é o aumento significativo do açúcar no sangue.

Como o Resveratrol tem a capacidade de aumentar a sensibilidade à insulina ele contribui para evitar que as enzimas convertam o açúcar em sorbitol.

Além disso, ele consegue ativar a proteína AMPK que tem a função de promover a metabolização da glicose. Assim, seus níveis sempre estarão baixos.

Melhora a pele

Por conseguir bloquear a ação de metaloproteinases, elastases e colagenases, enzimas que são responsáveis por degradar o colágeno e a elastina da matriz extracelular, o Resveratrol atua na proteção e manutenção da saúde da pele. Ele ajuda ainda a melhorar a microcirculação e hidratação do tecido epitelial.

Protege contra o Alzheimer

O Resveratrol atua inibindo a produção da proteína beta amiloide que está relacionada ao surgimento e desenvolvimento do Alzheimer.

Prevenção contra o câncer

Pesquisas apontaram resultados positivos em relação à prevenção do câncer. Isso porque o Resveratrol se mostrou eficiente na inibição de proteínas NF Kappa B que, por sua vez, estão ligadas com a proliferação das células afetadas pela doença.

Previne dores nas articulações

Um dos problemas mais comuns envolvendo as articulações é a chamada artrite. Sua ocorrência provoca dores e até a perda da mobilidade com o passar do tempo.

Nos últimos anos, o uso de suplementos de Resveratrol tem se mostrado eficiente no combate e no tratamento desse problema. Além disso, ele ainda atua com função preventiva uma vez que evita que a cartilagem sofra deterioração.

Vale ressaltar que é exatamente esse aspecto da cartilagem que é responsável por provocar as dores e a diminuição dos movimentos.

Cuidados que devemos ter

Como vimos, o Resveratrol atua como bloqueador de enzimas em algumas situações. Devido a esse e outros aspectos é que temos o resultado de um organismo menos intoxicado. Por outro lado, é preciso considerar que seu uso com outros medicamentos precisa ser muito bem avaliado, especialmente se a pessoa toma imunossupressores, remédios para ansiedade ou pressão arterial.

Para sanar todas as dúvidas e poder consumir o Resveratrol sem nenhuma preocupação vale a dica de sempre: procure um profissional de saúde antes de qualquer coisa!