Primeiramente para compreender sobre as defesas do sistema imunológico, precisamos elencar sua definição. O sistema imunológico é um conjunto de órgãos, tecidos e células que fazem a defesa e previnem o desenvolvimento de manifestações patológicas no organismo.

O sistema, também reconhecido como imune, possui a função de equilibrar o nosso corpo em resposta a um possível invasor. Ou seja, esse conjunto precisa estar funcionando adequadamente para que não ocorra o enfraquecimento da sua capacidade de defesa e resposta imunológica.

Para ajudar o organismo e destruir os invasores, é preciso fortalecê-lo e evitar problemas com a baixa imunidade com vitaminas e minerais. Uma das bases desta prevenção é mudar hábitos ruins e diários. Entre as mudanças adquirir uma alimentação saudável, praticar atividades físicas regularmente, manter a carteira de vacinação em dia. Ainda mais, dormir bem, beber bastante água, tomar sol moderadamente e, não menos importante, evitar o estresse.

Quando ingerimos nutrientes o organismo funciona corretamente. Todavia devemos nos atentar à uma dieta balanceada, evitar produtos industrializados e processados, consumir vegetais variados que nos forneçam vitaminas, minerais e muitas fibras.

“Os níveis baixos da vitamina trazem muitos prejuízos à saúde dos brasileiros e faz com que o País crie uma geração de pessoas com capacidade intelectual limitada”, relata o médico neurologista e professor da Unifesp, Cícero Galli Coimbra, em entrevista à edição do jornal EAMB, do Espírito Santo.

Papéis importantes

Maças, laranjas e Kiwis, são exemplos de frutas cítricas e ajudam a aumentar a imunidade. Consumidas mais no verão, elas são ricas em fonte de vitamina C e possuem aquele sabor mais ácido, mas essenciais no consumo diário.

Além disso, há outras vitaminas e minerais que exercem papéis importantes nas defesas do nosso corpo. Entre eles, o Zinco um mineral encontrado em carnes, frutos do mar como ostras e mariscos, fígado e vísceras, peixes, ovos e cereais integrais.

O Zinco não é produzido pelo corpo humano, por isso precisa ser ingerido através da nossa alimentação. A carência pode trazer alteração no paladar, queda de cabelo, além de prejudicar o processo de cicatrização de feridas, unhas fracas, frágeis e esbranquiçadas.

A vitamina B6 também está presente na maioria dos alimentos, sendo principais fontes a banana, peixes como salmão e camarão, frango e avelãs. Promovendo a produção de energia, alivia os sintomas de tensão pré-menstrual (TPM), previne doenças cardíacas, melhora o sistema imune e alivia artrite e reumatoides. Absorvida pelo corpo através da exposição à luz solar, da alimentação ou de suplementação alimentar, a vitamina D se compõem por inúmeros benefícios. São eles, o de garantir que ossos e dentes permaneçam fortes e da obtenção da boa saúde cardíaca.

Suplementação

“A carência desse hormônio aumenta o risco de mais de 16 tipos diferentes de câncer, favorece o aparecimento de diabetes, hipertensão, abortos no início da gestação, microcefalia por infeção cerebral (encefalite) pré-natal, além de estar correlacionada com doenças neurodegenerativas e autoimunes, como Esclerose Múltipla, Alzheimer e Parkinson. Se toda a população adulta tomasse apenas 5 mil UI (unidades internacionais) de vitamina D diariamente, possivelmente, diminuiria cerca de 40% o número de novos casos de câncer”, enfatiza o médico gaúcho neurologista Cícero Galli Coimbra), também em entrevista à edição do jornal EAMB, do Espírito Santo.

Outro suplemento poderoso ­utilizado como imunizador é a vitamina E, um antioxidante vital no combate às doenças degenerativas, sendo excelente para quem pratica atividades físicas e esportistas. Há estudos correlacionando a utilização da vitamina E com a proteção ao câncer de próstata e seu consumo melhora a absorção da vitamina A no organismo. Já a ingestão de nutriente B6 melhora a qualidade de vida mantendo também o sistema imune sadio de mais de sessenta enzimas.

Pele, músculos e a circulação sanguínea são beneficiados e, casos de anemia extrema, podem ser revertidos se essa vitamina for inserida de maneira correta em uma dieta. Desta maneira, é possível turbinar a imunidade com a suplementação de minerais e vitaminas, não somente visando à saúde e bem-estar dos adultos, mas especialmente de idosos, se fazendo essencial e recomendada por especialistas da área da saúde durante os ciclos de vida e durante pandemias, como do Covid-19.  ­­